El direcho de vivir em paz – Victor Jara

Registro da apresentação de violeiros na Praça Italia, em Santiago do Chile, em 25 de outubro de 2019, que tocaram um ícone do repertório de Victo Jara, professor da Faculdade de Comunicação da UTE e militante do Partido Comunista nos anos de 1970, quando apoiou a eleição de Allende pela Unidade Popular. Victor era então o maior nome da canção de protesto no Chile. Em setembro de 1973, dia seguinte à deposição de Allende por Augusto Pinochet, foi preso

juntamente com outros 600 professores que protestavam conta o golpe e levado para o Estádio Chile, transformado em centro de detenção e quartel general da repressão. Lá ele seria barbaramente espancado. Suas mãos foram esmigalhadas, “para que nunca mais pudesse tocar o seu violão”. Ele foi assassinado pela ditadura cinco dias depois.  A apresentação dos violeiros foi um dos mais emocionantes momentos dos protestos na Praça Itália, que são diários desde meados de outubro. 

Leia biografia de
Victor Jara no arquivo

Memórias da Ditadura 

Organização

Associação Brasileira de Advogados e Advogadas Sindicais (ABRAS)

Departamento Intersindical de Estudos e Pesquisas de Saúde e dos Ambientes de Trabalho (DIESAT)

Departamento de Direito do Trabalho e da Seguridade Social da Faculdade de Direito da USP

Produção executiva

Instituto Macuco (www.institutomacuco.com.br)