Pandemia

24 de abril de 2020

Plano de Contingenciamento Funerário: SEPULTAMENTO

  • Os sepultamentos podem acontecer após o horário convencional, 18h.

  • A Prefeitura já contratou 220 coveiros e mais 200 profissionais serão contratados para o período noturno, se ocorrerem mais de 400 sepultamentos por dia.

 

VELÓRIO

  • A realização de velórios para vítimas de covid-19 será suspensa a partir do próximo sábado, dia 25/04, em toda a cidade.

  • As homenagens poderão ser feitas em estruturas instaladas nos cemitérios, próximas ao local da sepultura

 

SEPULTURAS

  • Abertura de 13 mil sepulturas nos cemitérios da cidade de São Paulo: Vila Formosa (cerca de 8 mil, até o próximo sábado), Vila Nova Cachoeirinha (cerca de 2 mil), São Luís (cerca de 3 mil).

  • Caso a quantidade de óbitos seja superior a 400 sepultamentos por dia as sepulturas já estarão abertas e aptas a serem utilizadas.

 

CENTRO INTEGRADO DE CONTROLE

  • No Centro Integrado de Comando e Controle do Estado de São Paulo (CICC), da Secretaria Estadual de Segurança Pública, funcionará uma central de monitoramento 24 horas por dia. A integração entre órgãos estaduais e municipais vai facilitar as decisões e agilizar os processos no atendimento aos óbitos, seja em residências, hospitais ou casa de repouso. Vão trabalhar integrados: Serviço Funerário Municipal (SFMSP), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Defesa Civil e Polícia Científica, Serviço de Verificação de Óbito (SVO), Polícia Civil, Corpo Bombeiros, entre outros órgãos.

 

RASTREAMENTO

  • O Serviço Funerário está implantado novo sistema de rastreabilidade de corpos para possibilitar seu rastreamento. O sistema entra em operação na sexta-feira, 01/05.

 

CENTRO DE LOGÍSTICA PARA SEPULTAMENTO

  • Um Centro de Logística para sepultamentos irá receber os corpos onde será possível realizar o manejo e sua operacionalização. A primeira instalação será no Cemitério Vila Formosa – será concluída até o início da próxima semana.

  • Outros dois Centros poderão ser instalados no Cemitério Cachoeirinha (Zona Norte) e no Cemitério São Luís (Zona Sul), caso o número de óbitos ultrapasse 400 sepultamentos por dia.

  • Oito câmaras refrigeradas servirão como apoio para o armazenamento temporário das urnas funerárias. Imediatamente duas câmaras serão instaladas no centro de logística e servirão como suporte ao crematório da Vila Alpina. Cada câmara refrigerada terá capacidade de acolher 20 urnas, somando no total, 160 unidades.

 

EQUIPAMENTOS

  • Todos os funcionários do Serviço Funerário possuem EPIs de acordo com sua atividade.

  • Os sepultadores utilizam luvas, máscaras e macacões para proteção. O estoque de EPI do Serviço Funerário está em dia e novas aquisições sendo realizadas. A administração também está comprando 3 mil macacões, além de mais máscaras e luvas de proteção.

  • Os novos sepultadores temporários recebem os EPIs da empresa contratada.

  • Também estão sendo adquiridos 15 mil sacos para transporte de cadáveres, além de 15 mil mantos protetores (Invol), devido à recomendação da Anvisa.

 

URNAS FUNERÁRIAS

  • Está programada a compra de 38 mil urnas funerárias para atender a capital nos próximos meses. Elas deverão ser entregues até o fim de maio.

 

 

MEDIDAS INICIAIS ADOTADAS PELA PREFEITURA DE SÃO PAULO

 

TEMPO DE VELÓRIO 

  • Decretos municipais nº 59.283/2020 e nº 59.291/2020 – estabeleceram respectivamente situação de emergência e situação de calamidade na capital: estabeleceu salas de velório limitadas ao número máximo de 10 pessoas e por 1h. As cerimônias noturnas foram canceladas. Os funerais em casos suspeitos de coronavírus não eram recomendados, mas, se fosse o desejo da família, o caixão permaneceria fechado durante toda a cerimônia.  

 

FUNCIONÁRIOS

  • 60% dos 257 sepultadores do Serviço Funerário Municipal foram afastados por pertencerem ao grupo de risco – 60 anos ou mais – ou serem do grupo risco. Para garantir a prestação dos serviços, a Prefeitura contratou uma empresa privada para fornecer 220 profissionais temporários, que começaram a trabalhar no dia 30 de março. A empresa contratada é a Carrara Serviços Limitada e o valor do contrato é de R$ 8.960.903,40, pelo período de seis meses.

 

AUMENTO DA FROTA 

  • A frota de veículos para traslado de corpos incorporou mais 20 carros para atender o Serviço Funerário. No total, o número passou de 36 para 56 automóveis, dos quais 10 estão reservados para o translado de corpos de vítimas ou suspeitas da Covid-19.

 
EPIs

  • Todos os profissionais aptos a fazer os sepultamentos nos casos suspeitos ou confirmados de coronavírus e trabalham com a atividade utilizam equipamentos de proteção individual como máscara, luvas e uma roupa apropriada para manejo dos corpos. Além disso, o SFMSP disponibiliza álcool em gel para desinfecção de todos os funcionários.

 

CREDITO SUPLEMENTAR

  • Crédito suplementar no valor de R$ 39.402.176,00, liberado para fazer face às necessidade do Plano de Contingenciamento Funerário.

ARQUIVO DE NOTÍCIAS

logotranspmini.gif

27/03/2020

25/03/2020

25/03/2020

25/03/2020

09/03/2020

02/março/2020
21/fevereiro/2020
7/fevereiro/2020
03/março/2020
27/janeiro/2020
29/dezembro/2019
11/dezembro/2019

Organização

Associação Brasileira de Advogados e Advogadas Sindicais (ABRAS)

Departamento Intersindical de Estudos e Pesquisas de Saúde e dos Ambientes de Trabalho (DIESAT)

Departamento de Direito do Trabalho e da Seguridade Social da Faculdade de Direito da USP

Produção executiva

Instituto Macuco (www.institutomacuco.com.br)