logotranspmini.gif

8 de abril de 2020

Pandemia

MPT implanta banco de documentos específico para COVID-19

O sistema colaborativo de busca Aptus-Covid-19 do Ministério Público brasileiro permite consultar ofícios, notas técnicas, publicações, boletins, materiais publicitários e outros documentos verificados e validados pelos membros do Gabinete Integrado de Acompanhamento da Epidemia (Giac-Covid-19). As principais notas técnicas e recomendações relacionadas à doença estão também reunidas numa página específica do site do MPT (clique aqui)

GIAC.jpg

São Paulo cria comitê técnico-científico para COVID-19

A partir dessa semana, as ações da  Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo contarão com orientação de um comitê Técnico-Científico formado por seis dos principais especialistas das áreas envolvidas no enfrentamento da pandemia. O comitê foi instituído pela Portaria Nº 170/2020-SMS.G, publicada no Diário Oficial de sexta-feira, e tem como coordenador, o médico sanitarista Hélio Neves, assessor da Secretaria de Saúde na área de epidemiologia e professor na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. O comitê contará com apoio do pessoal e das estruturas da Secretaria e tem a função de "assessorar a tomada de decisões com base nas melhores evidências científicas". 

Além de Hélio Neves, o comitê é formado pelo também médico sanitarista

Eliseu Alves Waldman, professor na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP); Eduardo Alexandrino Servolo de Medeiros, infectologista, professor na Faculdade de Medicina da Universidade Federal de São Paulo; Ester Cerdeira Sabino, imunologista, professora na Faculdade de Medicina da USP e ex-diretora do Instituto de Medicina Tropical, da USP; pelo pneumologista Daniel Deheinzelin, professor na Faculdade de Medicina USP e Gonzalo Vecina Neto, professor na Faculdade de Saúde Pública da USP. A todos é permitido criar grupos de trabalho com pesquisadores e docentes das instituições onde desenvolvem seus estudos. As atividades do comitê não serão remuneradas.

indiceisolamentoloco.jpg

ÍNDICE DE ISOLAMENTO SOCIAL - Uma empresa de segurança da informação criou uma plataforma que monitora a adesão da população ao isolamento por meio de tecnologias de geolocalização. A base de dados conta com mais de 60 milhões de dispositivos móveis no Brasil, de pessoas que aderiram espontaneamente ao projeto e permite fazer comparações entre Estados ou regiões específicas. No caso da cidade de São Paulo, o portal oferece uma comparação da adesão por bairro. 

Organização

Associação Brasileira de Advogados e Advogadas Sindicais (ABRAS)

Departamento Intersindical de Estudos e Pesquisas de Saúde e dos Ambientes de Trabalho (DIESAT)

Departamento de Direito do Trabalho e da Seguridade Social da Faculdade de Direito da USP

Produção executiva

Instituto Macuco (www.institutomacuco.com.br)