LOGOANIMEFINE.gif

DOSSIÊ COVID NO TRABALHO

logo grande 300 pb.jpg
dinho ouro preto 2a.jpg

Tive uma experiência surreal com o vírus

Dinho Ouro Preto

músico, vocalista do Capital Inicial

São Paulo,   56 anos

"Na real, até aqui - nós estamos em abril - ninguém sabe ao certo. Vou descrever um pouco como foi prá mim, porque outro fato da covid é que ela parece ser diferente em cada pessoa"

  Dinho Ouro Preto pegou covid no início da pandemia, em abril de 2020, e não precisou ser internado, mas pelo menos até julho, dizia ainda sofrer com sequelas em suas cordas vocais e só pode retomar as atividades físicas que fazia antes de adoecer em dezembro, nove meses depois. 

  O cantor fez uma live no seu canal do youtube contando essa experiência (assista ao lado) e também falou a respeito em todas as entrevistas que deu após sua recuperação. Em todas essas oportunidades, ele costumava enumerar os problemas de saúde por que passou, que vão de traumatismo craniano a dengue, para destacar a afirmação de que "a covid foi de longe, a pior coisa que eu peguei na vida". O que o levou ao trending topics do twitter e gerou uma divertida onda de memes na rede sobre a sua extraordinária capacidade de recuperação, incluindo a possibilidade de criarem uma vacina com seus genes. Seria a “highlander tupiniquim”.