LOGOANIMEFINE.gif

DOSSIÊ COVID NO TRABALHO

Raquel Trevisi_1a.jpg

Fala-se muito da doença, mas nada sobre como os sobreviventes ficaram

Raquel Trevisi

dentista e atleta de crossfit

Presidente Prudente/SP,  38 anos

"Eu não me colocava como um personagem dessa história, entrando em uma UTI, ou agravando e como iria sair dela. Eu não imaginava."

  A dentista e atleta de crossfit Raquel Trevisi, de 38 anos, ficou com 85% dos pulmões comprometidos depois de apenas quatro dias de sintomas da covid-19. Permaneceu 16 horas intubada, 18 horas pronada, teve infecção no sangue e urinária, trombose na perna e no braço, e duas experiências de quase morte. Saiu do hospital 25 quilos mais magra, completamente imóvel por conta do excesso de neurobloqueador muscular e pela trombose, e diz que só reconheceu seu corpo por causa das tatuagens.

  Raquel garante também que se lembra de absolutamente tudo o que viveu, incluindo os períodos em que estava dopada. "Tive também experiências fora do corpo, estive na minha casa e vi minha família. É verdade, chequei depois e tudo o que vi aconteceu mesmo", garante.

  A dentista encara essa memória da violência com que foi atingida como um chamado para uma missão. "Pode ser que eu tenha voltado com um pino a menos", pondera, e reafirma, "Pra mim, essa memória ficou porque preciso dessa lembrança para cumprir a minha missão", diz. Que é ajudar famílias que não podem arcar com os custos da recuperação e não encontram apoio na rede pública. "Perguntei para a enfermeira que estava me ajudando como essas famílias faziam e ela me disse 'não faz'. Resolvi então que tinha de ajudar".

  Raquel criou o Com.Vida, um instituto que reúne profissionais voluntários e oferece um programa de recuperação. Faz também uma ampla campanha de esclarecimento, com participação em lives e entrevistas na midia. "Não questiono porque tive de passar por isso. Sou só gratidão porque tive a oportunidade de estar aqui agora", diz, recuperada. Sua história está na live ao lado, feita pelo Priscila Paramédica Londres, um canal do Instagran de uma paramédica brasileira que trabalha no atendimento emergencial de Londres pela pela St Georges University.

logo grande 300 pb.jpg